Neuropsicologia

Coordenador(a) : Prof. Diego Rondon

A prática da Neuropsicologia vem sendo cada vez mais difundida entre os profissionais da saúde, e tem auxiliado na realização de diagnósticos diferenciais, e nos processos de reabilitação. Esta especialidade contempla os conhecimentos da Psicologia e das Neurociências aplicados aos processos avaliativo e interventivo, nas alterações cognitivas e comportamentais relacionadas às desordens psicológicas, psiquiátricas e|ou neurológicas.

O programa do curso de Especialização em Neuropsicologia da Unisa oferece grandes diferenciais, como o estágio prático realizado conjuntamente com o setor de Neurologia do Hospital Geral do Grajaú, atualmente sob a gestão do Hospital Sírio-Libanês. O conteúdo foi desenvolvido para construir conhecimentos sólidos e preparar o aluno para que se torne especialista no exercício profissional da prática neuropsicológica. Uma oportunidade única e valiosa para colocar em prática os conhecimentos adquiridos em uma grande instituição de saúde.

O Corpo Docente do curso é altamente qualificado, composto por especialistas, mestres e doutores. As disciplinas serão lecionadas por profissionais nas áreas de: Neuropsicologia, Psicologia, Biologia, Neurologia, Psiquiatria, Reabilitação Cognitiva, entre outros. O curso fornece certificado de Especialização em Neuropsicologia que atende as regularidades estabelecidas pelo MEC.

Mercado de trabalho
O mercado de trabalho para o neuropsicólogo está em pleno crescimento. A Neuropsicologia, como área interdisciplinar oferece ao profissional uma ampla oportunidade de escolha. Nas instituições escolares, a avaliação neuropsicológica é requisitada para investigar quadros de dificuldades de aprendizagem, auxiliar em processos de inclusão e adaptação escolar, e compreender indicadores de transtornos ou síndromes que acometem o processo educativo.

Em instituições de saúde, como clínicas e hospitais, o laudo neuropsicológico é solicitado como um importante apoio assistencial para conclusões diagnósticas com base na avaliação do perfil cognitivo dos pacientes, assim como é também de grande importância para avaliações pós intervenções medicamentosas e/ou neurocirúrgicas. É muito comum, neste contexto em saúde, trabalhos que envolvam o neuropsicólogo em equipe multidisciplinar e com equipes médicas de psiquiatras ou neurologistas.

Instituições Judiciais vem abrindo espaço para a neuropsicologia forense, que atua na avaliação e elaboração de laudos que contribuem para decisões judiciais referentes a responsabilidades civis e direitos em casos de psicopatologia, demências, dependência química, e outros. Outras organizações de trabalho utilizam os estudos da neuropsicologia e neurociências, consolidando áreas estratégicas de atuação empresarial, como o neuromarketing e a neuroeconomia.

Por fim, outra possibilidade é ser um pesquisador na área. Importantes institutos e universidades contribuem para o conhecimento científico e aprimoramento dos instrumentos de avaliação e técnicas de intervenção no Brasil.

Objetivo
O curso de Neuropsicologia possui caráter técnico-profissional e objetiva capacitar o profissional para a realização de Avaliação Neuropsicológica. Objetivamos propiciar conhecimentos, competências e habilidades compreendidas como essenciais para todo o profissional que aborda a neuropsicologia em sua prática, seja na área da saúde ou da educação. Assim o programa do curso foi estruturado com módulos teóricos que contemplam os princípios da neurociência, os fundamentos do neurodesenvolvimento da infância à velhice e as principais funções cognitivas e aspectos de suas disfuncionalidades. Será dada ênfase nos principais eixos diagnósticos, patológicas relacionadas, dinâmica da interdisciplinaridade na atuação profissional, utilização de instrumentos de testagem, metodologias de avaliação neuropsicológica e o desenvolvimento do raciocínio clínico em articulações entre teoria e prática.

Público-alvo
Profissionais com formação de nível superior, formados em graduações relacionadas às áreas da saúde e educação: pedagogos, fonoaudiólogos, psicólogos, fisioterapeutas, professores, terapeutas ocupacionais, entre outros que tenham interesse em ampliar e aprofundar o conhecimento.